Super Mario Kart (Super Nintendo)

Depois de escrever sobre vários jogos da série Super Mario Kart, escrever sobre o primeiríssimo jogo da série acaba por ser algo redundante, pelo que este artigo vai ser algo ligeiro. Este primeiro jogo da saga saiu em 1992 e já aí era um jogo bastante divertido, principalmente no multiplayer. É também um título que tira partido dos gráficos em mode 7, algo que a SNES era bem conhecida por conseguir fazer. O meu exemplar veio em 2 fases. A caixa e manual foi-me oferecida por um colega de trabalho em Dezembro passado. O cartucho veio num bundle que comprei por 30€ na feira da Vandoma no Porto, há uns meses atrás. No fim de contas acabou por ficar por 5€.

Jogo completo com caixa, manual e papelada

Tal como nos jogos que lhe sucederam, aqui vamos correndo em karts com várias personagens do mundo do Super Mario (inclusivamente o Donkey Kong Junior que já não se via desde o Donkey Kong Junior da NES!). Naturalmente também vamos correr em vários cenários de Mushroom Kingdom (mais concretamente do Super Mario World) e podemos sem dúvida considerar este jogo como o percursor de todo um subgénero dentro dos videojogos de corridas: os kart racers!

Inicialmente podemos jogar em 2 diferentes categorias, os karts com motor de 50cc e os de 100. Cada categoria apresenta-nos 3 diferentes campeonatos de onde podemos correr, o Mushroom, Flower e Star Cups, cada qual com 5 circuitos diferentes. Eventualmente lá desbloqueamos o Special Cup, que culmina na primeira iteração do circuito da  Star Road e desbloqueamos também a categoria dos Karts com motores de 150cc, ou seja, corridas bem mais rápidas. Uma das coisas que sempre caracterisou esta série foram os power ups que podemos apanhar ao longo das corridas, como as cascas de banana ou as carapaças de tartarugas que podemos atirar aos nossos oponentes e desorientá-los momentaneamente. Naturalmente que os outros também nos podem fazer o mesmo, pelo que temos de ter isso em conta. Na vertente single player, o jogo está dividido na mesma em 2 ecrãs. O de cima mostra a corrida propriamente dita, já o de baixo possui um mapa do circuito e a posição actual de todos os pilotos. Mas esse ecrã serve também para activar a câmara traseira, caso queiramos ver o que os nossos oponentes andam a fazer, ou deixar-lhes um “presentinho” no sítio certo.

Infelizmente com a pista em mode 7, tudo é achatado, tal como as moedas ou as caixas para activar os power-ups

Ainda no single player, para além da vertente “campeonato” temos também os Time Trials, que como o nome indica serve para tentarmos obter o melhor tempo possível dentro de cada circuito. No multiplayer temos também uma variante do Mario Kart GP, semelhante ao modo single player mas com o suporte a 2 jogadores humanos, mais 6 controlados pelo CPU. Temos também o Match Mode onde apenas os 2 jogadores humanos concorrem entre si, sem qualquer outro piloto na pista. Por fim temos o Battle Mode que é uma espécie de deathmatch sobre rodas.

Para além dos nossos oponentes nos poderem fazer a vida negra, também temos de evitar os obstáculos que nos vão surgindo

A nível audiovisual sinceramente nunca foi um jogo que me impressionou muito. O Mode 7 até poderia ser impressionante pelos seus efeitos de rotação e zoom, mas na verdade tudo era plano e achatado, incluindo as caixas de power ups ou as moedas, o que nunca achei que ficasse muito bem. Acho que o F-Zero, pelos seus visuais mais limpos, resulta melhor. Por outro lado as músicas são óptimas, como seria de esperar.

Portanto, este Mario Kart é um clássico que despoletou todo um subgénero de jogos de corrida que se foram popularizando ao longo da década de 90 até aos dias de hoje. É talvez o jogo da série que envelheceu pior a nível gráfico, mas não deixa de ser bastante divertido.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Nintendo, Super Nintendo. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s