Fire and Forget II (PC)

Aqui fica mais uma rapidinha, agora voltando ao PC, para aquele jogo que se pode resumir como uma estranha mistura entre o shooter frenético e a alta velocidade de um Space Harrier, com a mecânica de perseguições de um Chase H.Q. E é da Titus, esse belo estúdio francês capaz de videojogos fantásticos como o Blues Brothers ou os Pre-Historik, ou coisas desastrosas como o Superman da Nintendo 64 ou o Robocop da Playstation 2, cujos um dia conto trazê-los cá também. Este meu exemplar veio de um pequeno bundle destes videojogos que comprei algures na Feira da Vandoma, ficou-me por 3€, e é de uma edição budget que foi comercializada em Portugal algures durante os anos 90 pela distribuidora Portidata.

Jogo em disquete com caixa e papelada.

Não cheguei a jogar o primeiro Fire and Forget, que saiu para alguns microcomputadores europeus na década de 80, mas esta sequela possui uma história e objectivos simples. Algures no futuro, com a civilização tecnológicamente avançada, irá haver numa grande metrópole uma importante cimeira para a paz, trazendo muita gente importante como convidados. Ora um grupo de terroristas ameaça atacar a cidade com uma série de mísseis super poderosos e é a nossa tarefa impedi-los de executarem o seu plano. Vamos então andar à alta velocidade pelas estradas e destruir uma série de veículos que se atravessem à nossa frente, alternando entre conduzir pelas estradas, ou voar. Um pouco como no Space Harrier, onde podemos correr livremente pelo chão e voar pelos ares.

É um Space Harrier sobre rodas! Ou pelos ares também.

Mas o objectivo principal de cada nível é o de ir progredindo até encontrar o boss, que conduz um camião com um míssil montado pronto a ser disparado, e destruí-lo. Os problema está em sobreviver até lá, pois cada tiro que sofrermos faz com que se perca uma vida. Temos também de estar muito atentos aos power-ups, especialmente os de combustível (gasolina para andar na estrada ou querosene para voar), pois o mesmo esgota-se muito rapidamente, especialmente o querosene. As armas à nossa disposição são duas. Uma espécie de metralhadora com munição infinita, e uns mísseis teleguiados que até possuem umas animações muito interessantes, mas em números mais limitados. Existem porém outros power ups que nos restabelecem o stock de mísseis. Portanto é um jogo até divertido, mas desafiante especialmente nos últimos níveis, onde teremos mesmo de ser bem ágeis em destruir ou evitar os inimigos menores e não deixar escapar nenhum power up de combustível, caso contrário não conseguimos alcançar o boss.

No final de cada nível, excepto no último, somos sempre presenteados com este ecrã depois de defrontar o boss.

Graficamente é um jogo com algumas sprites bem detalhadas, nomeadamente a do carro que protagoniza o jogo. Na parte superior do ecrã temos um painel com várias informações que está também bem idealizado, com algumas animações interessantes, e que nos dá todas as informações que precisamos, nomeadamente o número de vidas, quantidade de combustíveis, quilómetros que faltam até alcançarmos o boss lá do sítio e para quem se interessar, a pontuação. Na música é que infelizmente esta versão não é a melhor, pois o jogo apenas suporta o pc-speaker que é horrível…

Existe uma versão Master System deste jogo que curiosamente é o único título da Titus para as consolas de 8bit da Sega, que apenas tem a perder face à versão PC precisamente nos gráficos. Para quem tiver a oportunidade, parece-me ser a versão Amiga a melhor, pois a nível gráfico é practicamente idêntica à versão PC (no modo EGA/VGA), mas as músicas possuem muito melhor qualidade, como seria de esperar.

Advertisements

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s