Sensible Soccer (Sega Game Gear)

201396_frontUltimamente o tempo para jogar e escrever não tem sido muito, pelo que lá vai ter de ser mais uma rapidinha, novamente com um jogo de futebol para a Game Gear. E a escolha de hoje recai na conversão de um dos jogos de futebol mais famosos da década de 90, o Sensible Soccer, desenvolvido originalmente pela Sensible Software para o Commodore Amiga. Inspirado por outros jogos como Kick Off, Sensible Soccer mantinha uma perspectiva aérea, embora mais abrangente, e uma jogabilidade relativamente simples, mas frenética, sendo um jogo excelente para o multiplayer com amigos. Como esta versão se saiu? Já veremos. O meu exemplar veio de um bundle que comprei recentemente na feira da Vandoma no Porto por 5€ que continha vários jogos. Ficou-me muito barato assim sendo.

Apenas o cartucho, mais uma vez

Apenas o cartucho, mais uma vez

O Sensible Soccer possuía uma jogabilidade frenética, onde com um botão apenas se fazia tudo. Correr com a bola era uma arte e o botão de chuto era usado tanto para fazer passes como remates, com a intensidade do remate a variar mediante o tempo aplicado na tecla. O aftertouch, a capacidade de controlar a curvatura da bola, foi também modificado, sendo possível também controlar a altura ao usar as diagonais do d-pad. Nesta versão modificaram ligeiramente os controlos para haver um botão de passe e outro de remate, mas dá para alterar nas opções para manter os controlos fiéis ao original se assim entenderem. De resto a outra coisa boa deste Sensible Soccer é a grande variedade e customização de modos de jogo e de equipas. A começar pelas equipas temos 40 selecções, incluindo Portugal, e 64 clubes, incluindo o meu FC Porto, o que só por si já é de louvar. No que diz respeito a modos de jogo, podemos jogar partidas amigáveis, torneios, campeonatos ou outros torneios especiais.

Pode não parecer pelos modestos menus, mas o jogo oferece muitas possibilidades de customização

Pode não parecer pelos modestos menus, mas o jogo oferece muitas possibilidades de customização

Nos torneios normais, podemos customizar uma série de opções como a regra dos golos fora valerem mais, quantas equipas queremos, se pretendemos eliminatórias a 2 mãos ou uma única, entre outros. O modo campeonato permite fazer temporadas com até 20 equipas, a 1, 2 ou 3 voltas. O problema nestes 2 modos de jogo é que temos de o terminar de uma assentada só, pois o jogo não possui mecanismos de save game. As competições especiais são pré-definidas, consistindo em diferentes torneios ou campeonatos com equipas ou selecções, principalmente europeias. Aliás, todas as selecções e clubes desta versão são europeus, daí o título completo ser Sensible Soccer: European Champions.

É verdade que os jogadores são minúsculos neste ecrã, mas não é preciso muito detalhe em Sensible Soccer.

É verdade que os jogadores são minúsculos neste ecrã, mas não é preciso muito detalhe em Sensible Soccer.

Graficamente é um jogo bastante simples, assim como as versões amiga já o eram. E mesmo não sendo tão rápido quanto o original, não deixa de ter uma jogabilidade bastante frenética, que sinceramente me agrada e apesar de estranhar um pouco no início, logo se entranha. As músicas existem apenas nos menus e até que são engraçadas, mas passando para as partidas em si então são substituídas pelos barulhos do estádio. E o barulho do público é muito irritante nesta versão infelizmente, pois é apenas ruído branco, aumentando de intensidade quando alguém marca um golo… De resto graficamente é um jogo muito simples, mas o original também o era.

Posto isto, acho este Sensible Soccer um jogo de futebol muito interessante e a versão Game Gear, mesmo com as suas limitações, pareceu-me ser bem competente. Fiquei com pena por esta versão não ter qualquer tipo de licenciamento de equipas, pois as mesmas são apenas identificadas pela sua cidade. Sporting e Benfica são Lisbon e Lisboa, por exemplo. Creio que o original de Amiga tinha tudo direitinho!

Advertisements

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Game Gear, SEGA, Sony com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s