Ridge Racer V (Sony Playstation 2)

RR VMais uma rapidinha, agora passando para PS2, e para a quinta iteração de uma das séries de corrida arcade que mais sucesso fez nas arcades e também na primeira Playstation. O Ridge Racer 5, tal como o primeiro jogo da série, foi um título de lançamento da própria Playstation 2, pelo menos aqui no ocidente. E apesar de ser um jogo com mais conteúdo que um simples título arcade, a verdade é que a sua jogabilidade continua igual a si mesma. Este meu exemplar foi comprado há uns aninhos atrás, na extinta Gamestop do Dolce Vita no Porto, algures em 2011 por cerca de 5€.

Ridge Racer V - Sony Playstation 2

Jogo com caixa e manual

O Ridge Racer Type 4 foi um excelente jogo de corridas, que para além de ter tirado muito bem partido do hardware da primeira Playstation, apresentou-se como uma aposta bem sólida no que diz respeito aos modos de jogo, ao incluir ainda uma espécie de modo campanha onde acompanhávamos o dia a dia de uma de várias equipas concorrentes nos campeonatos em Ridge City. Aqui infelizmente esse modo “história” deixa de existir, mas alguns dos conceitos introduzidos pelo RR Type 4 foram mantidos nesta sequela.

Os carros continuam a ser fictícios, mas estão repletos de referências a antigas glórias da Namco

Os carros continuam a ser fictícios, mas estão repletos de referências a antigas glórias da Namco

O Grand Prix continua a ser o modo de jogo principal, com diversas classes de campeonatos, com o nível de dificuldade a ser maior em cada classe desbloqueada. Geralmente cada campeonato é composto por 4 corridas diferentes com 3 voltas cada. Na primeira corrida temos de terminar pelo menos em quarto lugar para desbloquear a corrida seguinte, onde já teremos de terminar pelo menos em terceiro e por aí fora até chegar à última corrida onde teremos impreterivelmente de terminar em primeiro lugar. Outros campeonatos possuem diferentes regras, mais arcade, que nos obrigam a passar vários checkpoints dentro de um tempo limite e chegar ao fim sempre em primeiro lugar. Por vezes temos também provas de maior endurance, onde temos de correr umas 10 voltas em circuitos mais ovais. Tal como nos outros Ridge Racer, cada circuito vai decorrendo em diferentes partes de Ridge City, com algumas paisagens e estradas a serem algo familiares para quem se habituou à série. Iremos aqui desbloquear uma série de circuitos, incluindo as suas versões reversas, que podem ser jogados também em diferentes partes do dia como em pleno dia, ao por do sol e à noite, onde em algumas alturas a falta de iluminação nos coloca um pouco mais à prova.

Para quem for fã da série, irá reconhecer muitos dos recantos apresentados nos circuitos do jogo

Para quem for fã da série, irá reconhecer muitos dos recantos apresentados nos circuitos do jogo

Podemos também participar nos Extra Grand Prix, onde poderemos customizar um pouco o carro escolhido para a prova, ao desbloquear outros motores. Existem também outros modos de jogo como o versus single race que dispensam apresentações, assim como o Time Attack, onde corremos com o único objectivo de fazer o melhor tempo possível. O Duel, tal como o nome indica, serve para correr contra um oponente teoricamente bastante forte, podendo depois vir a desbloquear os seus carros.

Graficamente é um jogo bem competente, tendo em conta que saiu no início do ciclo de vida da Playstation 2. Os carros estão bem detalhados e contam com alguns bonitos efeitos de luz, inclusivamente o rasto das luzes vermelhas traseiras, que já era visível no Ridge Racer Type 4, mas claro que a Playstation 2 viria a provar ser capaz de fazer melhor, com o decorrer dos anos e do seu ciclo de vida. A banda sonora é uma vez mais bastante eclética, com faixas rock, outras mais electrónicas ou experimentais, mas para ser sincero, tanto a nível de design geral da arte do jogo e seus menus, como na banda sonora, o Ridge Racer Type 4 foi um jogo mais bem conseguido nesse campo.

Os menus continuam algo estilosos, mas acho que no geral o RR Type 4 se saiu melhor nesse campo

Os menus continuam algo estilosos, mas acho que no geral o RR Type 4 se saiu melhor nesse campo

No fim de contas, este é um jogo bem competente de corridas, em especial para aqueles que procuram uma experiência mais arcade, mas também com conteúdo suficiente que justifique a sua longevidade.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PS2, Sony com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s