One Must Fall 2097 (PC)

OMF 2097Para não variar muito, o artigo de hoje é mais uma rapidinha, desta vez a mais um clássico de DOS que recentemente o encontrei perdido algures na feira da Ladra em Lisboa. One Must Fall 2097 é um jogo de porrada de mechas, se calhar um pouco inspirado em jogos como Rise of the Robots e publicado pela Epic Megagames, a mesma empresa que anos mais tarde viria a lançar os Unreal, videojogos e motores gráficos. Este meu exemplar veio então da feira da Ladra como referi acima, creio que por 50cêntimos ou 1€ no máximo, já não me recordo bem. Fazia parte de uma colecção de jogos DOS distribuídos pelo Diário de Notícias, algures durante a década de 90.

Jogo em caixa de jewelcase

Jogo em caixa de jewelcase

A versão shareware foi uma daquelas que teve imenso tempo no meu velhinho pentium. Aliás, tudo o que fosse shareware da Apogee e Epic Mega Games que me passasse pelas mãos, eu fazia questão em copiar para o disco e experimentar! Este é um jogo de luta que muito me faz lembrar Evangelion, especialmente pelo aspecto mais anime que a Epic tentou incutir nas personagens de jogo, mas já vamos aos gráficos mais à frente. Aqui dispomos de 2 modos de jogo principais (três se contarmos o multiplayer). O primeiro é uma espécie de modo arcade, onde escolhemos a personagem jogável, o robot e depois vamos defrontando vários inimigos, seguindo o “modo história” que nos é apresentado. O segundo é o mais longo e interessante Tournament Mode. Aqui também escolhemos uma dupla de piloto e robot, mas somos largados num campeonato de maior duração. Para além disso, no final de cada combate somos recompensados (ou penalizados no caso de derrota) com dinheiro que pode posteriormente ser utilizado em lojas para fazer upgrade a vários atributos como resistência, agilidade, poder de ataque nas mãos ou pernas, etc. Findo o primeiro campeonato, poderemos posteriormente competir noutros campeonatos mais exigentes, onde a fórmula se mantém.

Os pilotos que podem ser escolhidos no modo história, e suas vantagens e desvantagens

Os pilotos que podem ser escolhidos no modo história, e suas vantagens e desvantagens

A jogabilidade é um pouco pesada, os robots não são tão ágeis assim e cada golpe parece mesmo encutir algum peso no adversário, tal é o som metálico do embate que é tocado nas nossas colunas. Ainda assim, existem alguns golpes especiais, bem como algumas fatalities que permitem destruir o robot inimigo. Ao fazer isso continuamente no modo Tournament, podemos ser abordados para desafios especiais, que nos recompensam bastante financeiramente se os vencermos. Para além disso, se destruirmos esses robots “especiais” podemos herdar algumas das suas peças e assim ganhar novas habilidades.

E os robots, que infelizmente não são lá muito bonitos

E os robots, que infelizmente não são lá muito bonitos

Nos audiovisuais este é um jogo bastante interessante mas podia ser bem melhor. A parte boa são aqueles pormenores como os briefings antes de cada combate, onde vemos os nossos robots nos hangares a serem reparados, ou aquelas cutscenes no final de cada combate, onde temos um jornalista que vai dando a sua opinião da batalha, e com alguns screenshots da mesma a acompanhar. Mas acho que poderiam ser melhores pois para além do design das personagens ter um look anime demasiado forçado, os próprios robots também têm designs nada apelativos. Se queriam copiar de certa forma Evangelion, ao menos que se inspirassem mais nesses designs! De resto, a música é muito boa, tendo sempre uma componente electrónica muito forte. A Wikipedia diz que foi composta por um grupo das demoscenes, o que para mim já explica muita coisa.

Algumas arenas têm "armadilhas" como esta que ocasionalmente vêm aviões disparar rajadas de metralhadora

Algumas arenas têm “armadilhas” como esta que ocasionalmente vêm aviões disparar rajadas de metralhadora

One Must Fall 2097 não é um jogo perfeito, longe disso. A sua jogabilidade não é tão fluída assim (mas se calhar é propositado pois afinal estamos a controlar robots que pesam toneladas) e o design dos próprios robots deixa algo a desejar. Mas não deixa de ser uma obra bastante original e com algumas ideias excelentes para a altura em que foi lançado. Muitos anos depois surgiu uma sequela que nunca joguei, mas pelo menos este se o quiserem experimentar não há desculpas, pois o mesmo é freeware e pode ser encontrado facilmente na internet.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas , . ligação permanente.

Uma resposta a One Must Fall 2097 (PC)

  1. drac0nian diz:

    Também passei umas belas horas agarrado à versão shareware! E, diga-se de passagem, melhorzinho que o Rise of the Robots…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s