Pharaoh’s Tomb (PC)

O artigo de hoje invariavelmente acaba por ser mais uma rapidinha. O Pharaoh’s Tomb é o jogo mais antigo que veio na compilação da 3D Realms Anthology (versão Steam) que reune grande parte do catálogo clássico da conhecida empresa de origens Texanas. E este é um jogo que originalmente tinha saído com o selo da Micro F/X de George Broussard, antes do mesmo ter entrado na Apogee, trazendo o seu reportório para o catálogo. E este Pharaoh’s Tomb é um jogo que mistura conceitos de puzzling e plataforma que passarei a explicar nos parágrafos seguintes.

box_pharaohstombA premissa é simples, somos um estudante de arqueologia (Nevada Smith) que se sente sempre posto de lado pelo seu professor, de cada vez que inicia uma nova expedição em busca de grandes achados arqueológicos. Então a certa altura decide invadir o seu escritório, vê os planos da próxima expedição do seu professor e simplesmente antecipa-se, levando-nos ao Egipto para explorar uma pirâmide e encontrar um grande tesouro deixado por um faraó.

O primeiro nível não tem muito que saber, apenas temos de nos preocupar em apanhar a chave do lado direito da pirâmide antes de descer a "chaminé". Fora isso, os obstáculos são poucos

O primeiro nível não tem muito que saber, apenas temos de nos preocupar em apanhar a chave do lado direito da pirâmide antes de descer a “chaminé”. Fora isso, os obstáculos são poucos

A jogabilidade não tem nada de complexo. Temos 4 episódios diferentes com 20 níveis cada para jogar, onde o objectivo em cada nível é encontrar a saída para o nível seguinte, onde teremos também vários tesouros para apanhar (ou não) e imensos perigos pela frente, desde armadilhas a inimigos como morcegos e múmias. Na maioria das vezes teremos de encontrar uma ou mais chaves de forma a progredir, e as armadilhas não se ficam só por espinhos, projécteis disparados de paredes ou blocos de 16 toneladas a teimarem em nos esmagar. Por vezes também temos umas scrolls espalhadas no nível que tanto podem servir para abrir novos e úteis caminhos, como também como para nos aprisionar e obrigar-nos a perder uma vida. Por outro lado, também temos algumas lanças que podemos atirar aos inimigos, para os derrotar. Apenas podemos carregar com 5 lanças, pelo que temos de as usar com cuidado. Felizmente podemos fazer save a qualquer altura do jogo, embora a única coisa que seja guardada é a pontuação, número de vidas e lanças disponíveis e a posição inicial do nível actual.

Se vocês olharem para este jogo, irão logo torcer o nariz. Não vos censuro, nessa altura os PCs DOS eram feitos principalmente para trabalhar e não para jogar, pelo que o seu hardware não era lá muito gaming friendly, ao contrário dos esforços de outros fabricantes como a Commodore ou a Atari. Sendo assim, o jogo possui gráficos em CGA (limite de 16 cores) e sem música alguma. Ainda assim, George Broussard afirmava que o jogo corria no inovador motor gráfico FAST (Fluid Animation Software Technology) que como o seu nome indicava, os movimentos e animações de Nevada Smith e dos inimigos em geral eram mais fluídos que o habitual em jogos de DOS por aquela época. Bom, isso não é inteiramente verdade, visto que em 1990 já haviam jogos de DOS bem mais avançados, mas presumo que Broussard quisesse abrangir um público maior com máquinas mais antigas. Também não há qualquer música e os efeitos sonoros são todos em PC-Speaker. Mas pior que isso é mesmo a detecção de colisões que não é pixel perfect mas sim envolve todo um quadrado à volta de Nevada Smith, o que irá certamente causar alguma frustração.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Geral. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s