Motte Island (PC)

Continuando como sempre com as rapidinhas, hoje vou aqui abordar um jogo indie asiático com a temática de terror, mas jogado numa perspectiva top-down tal como Hotline Miami. Só por isso já é curioso. Mas infelizmente o resultado final poderia ser melhor. Sinceramente já nem me recordo muito bem como é que este jogo veio parar à minha conta do steam, creio que o ganhei num sorteio num fórum.

Motte IslandO protagonista é um jovem prisioneiro, condenado pelo assassinato do seu pai, embora apenas o tenha feito para salvar a sua irmã. E é quando está a ser transferido para a prisão que pressente que a sua irmã precisa de ajuda e decide fugir. Nesses momentos iniciais o jogo aproveita para nos dar um breve tutorial das suas mecânicas, obrigando-nos a jogar de uma forma mais furtiva e atacar os polícias pelas costas com um golpe forte, deixando-os logo fora de cena. Somos depois levados de barco para a ilha Motte, algures na américa do sul, a sua antiga casa.

Se não tivermos a lanterna ligada, apenas podemos ver o que está imediatamente à nossa volta, por outro lado mantê-la ligada também pode chamar atenções indesejadas

Se não tivermos a lanterna ligada, apenas podemos ver o que está imediatamente à nossa volta, por outro lado mantê-la ligada também pode chamar atenções indesejadas

Lá somos recebidos com alguma estranheza e desconfiança dos seus habitantes, que quase que nos reconhecem. E lá partimos à procura da pequena Sarah, até que coisas acontecem, passa a ser noite cerrada, e os aldeões ou tornam-se em assassinos cruéis ou monstros. Aqui é que começam as coisas a sério. E ao longo do jogo lá teremos de ir explorando os vários locais às escuras, em busca de pistas ou outros objectos de forma a resolver alguns “puzzles”. Infelizmente os mesmos não são lá muito originais, pois passamos a maior parte do jogo em busca de peças para um carro, depois é a bateria que está com problemas e depois o que precisamos mesmo é de peças para um barco. E infelizmente a forma como representaram os cenários não é a melhor, pois coisas básicas como portas não são lá muito distinguíveis do resto, pelo que é normal que andemos um pouco perdidos.

Motte assumo que vem da palavra Moth, e isso traduz-se no design de muitos dos inimigos que vamos enfrentar

Motte assumo que vem da palavra Moth, e isso traduz-se no design de muitos dos inimigos que vamos enfrentar

O combate é feito com recurso a armas melee na maior parte do jogo e é fortemente aconselhável que ataquemos os inimigos pelas costas com uma pancada bem dada, caso contrário podemos ficar em maus lençóis. Para além de armas equipamos também uma lanterna que deve ser usada com algum cuidado, pois pode atrair os inimigos até nós. De resto há também alguma variedade noutras coisas, como os mini-jogos de fazer lockpicking a algumas portas, o segmento em que estamos a conduzir o tal camião que reparamos, ou alguns confrontos que são feitos na primeira pessoa como um Time Crisis se tratasse, com direito ao botão para “hide/reload” e tudo! Infelizmente neste jogo tudo tem um feeling demasiado amador, excepto na atmosfera. Mesmo com os problemas de os grafismos não serem muito claros, a noite cerrada, em conjunto com aquele ruído branco acompanhar o jogo e o perigo à espreita em cada esquina na forma de estranhas criaturas, fez com que a atmosfera de terror tenha ficado bem conseguida.

Infelizmente os diálogos não são os mais bem elaborados...

Infelizmente os diálogos não são os mais bem elaborados…

Agora se é um jogo que eu recomende vivamente? Não, mas tem algumas boas ideias. Numa steam sale ou algo do género acho que fazem bem em fazer o download e testar, se forem fãs de jogos de terror talvez encontrem aqui algo que seja interessante.

Advertisements

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s