Blackbay Asylum (PC)

Ah, o belo mundo dos indies. Aqui tanto vemos autênticas obras primas que mesmo na sua simplicidade rivalizam de igual para igual para com os grandes colossos da indústria, temos os medianos, os muito maus e temos o Blackbay Asylum, que por um lado parece uma coisa do mais amador possível, mas mesmo assim ainda conseguiram criar um jogo interessante e em certas alturas com uma óptima atmosfera. A minha cópia digital veio certamente de algum indie bundle a um preo muito reduzido.

Blackbay AsylumBom, e em que consiste o Blackbay Asylum? O jogo é passado num manicómico remoto, repleto de psicopatas e funcionários ou psiquiatras ainda piores. O nosso (anti)herói é um tipo com 2 metros e tal, grande caparro e com umas fraldas vestidas pois o menino sofre de incontinência. Para além disso assassinou a sangue frio toda a sua família e não só. A certo dia depara-se com a porta da sua cela aberta, ninguém a tomar conta e com vários cadáveres espalhados pelo manicómio, com sangue em todo o lado. Confusos, começamos a explorar as instalações em busca de respostas e claro, uma saída. E vamos vendo cada vez cenas mais macabras, e a trama a certa altura começa também a roçar em temas do oculto.

A perspectiva de primeira pessoa resultava muito melhor que a perspectiva normalmente utilizada no jogo

A perspectiva de primeira pessoa resultava muito melhor que a perspectiva normalmente utilizada no jogo

Na maior parte do tempo, o jogo usa uma perspectiva vista de cima, e as mecânicas de jogo são muito semelhantes às dos jogos de aventura, pois vamo-nos cruzando com imensos puzzles similares aos jogos desse género, onde para progredir temos de usar objectos pistas encontradas ao explorar os cenários. No terceiro nível, o jogo muda para uma perspectiva na primeira pessoa, o que contribuiu para uma atmosfera muito mais tenebrosa que sinceramente gostei bem mais do que a outra perspectiva que é usada na grande maioria do jogo.

Há certas partes em que os gráficos deviam mesmo ser melhor trabalhados. Nas cutscenes em CGI e diálogos como este são os exemplos mais flagrantes

Há certas partes em que os gráficos deviam mesmo ser melhor trabalhados. Nas cutscenes em CGI e diálogos como este são os exemplos mais flagrantes

E porque disse atrás que este jogo parecia amador? Basta verem as suas cutscenes, cujas personagens parecem bonecos feitos de plástico reluzente por estarem cheios de sebo. É que são mesmo más. Nas partes em que dialogamos com outras personagens também vemos uma imagem muito má da personagem em si, com a opção de irmos escolhendo os diálogos. Os gráficos usados no jogo em si são simples, mas felizmente não são coisas tão amadoras assim. Ah, e este é um jogo repleto de sangue e gore com corpos mutilados por todo o lado. A música felizmente é bem tensa na maior parte do jogo, o que sinceramente gostei. E o jogo está repleto de humor negro, principalmente quando Doug descreve aquilo que vamos vendo, embora muitas das bocas não tenham tanta piada assim. E eu gosto de humor negro!

Para além de todo o gore, o jogo está repleto de humor negro, embora nem sempre resulte bem

Para além de todo o gore, o jogo está repleto de humor negro, embora nem sempre resulte bem

Em suma, este Blackbay Asylum é um jogo que provavelmente vos vai fazer desinstalá-lo logo quando virem a primeira cutscene. Mas se gostam de jogos de aventura, mais precisamente de terror, então recomendo-vos que engulam em seco e continuem a jogar, que no fundo até nem é mau de todo.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s