The Apogee Throwback Pack (PC)

O jogo que trago cá hoje é na verdade uma pequena colectânea digital de 4 jogos (ou 3 +1) que muito joguei quando era mais novo. Aquando das Steam sales do passado Halloween, estive a ver quais os jogos que estavam em promoção e encontrei este pack que muito me surpreendeu, pois não fazia a mínima ideia que existia no steam e comprei-o logo. Creio que me custou pouco mais de 2€. Que jogos tem? Nada mais nada menos que os FPS lançados pela Apogee que usaram o motor gráfico do Wolfenstein 3D, que não o próprio Wolf3D e sua expansão Spear of Destiny, que inicialmente foram também distribuidos pela Apogee. Estou então a referir-me aos 2 Blake Stones (Aliens of Gold e Planet Strike) bem como ao Rise of the Triad e sua expansão Extreme Rise of the Triad.

Apogee Throwback PackComo o Rise of the Triad já foi aqui analisado e o Extreme é essencialmente o mesmo jogo, mas com uma série de novos níveis, vou-me focar nos Blake Stones que até sairam mais cedo. O Aliens of Gold foi até o primeiro FPS que eu joguei no meu primeiro PC, o velhinho Pentium 133MHz que ainda está lá por casa. Sendo assim, é um jogo pelo qual eu tenho um carinho especial. Aqui jogamos como Blake Stone, agente secreto britânico com a missão de se infiltrar em várias instalações da STAR Industries que, liderada pelo vilão Dr. Pyrus Goldfire, se suspeitava que estaria a planear invadir a Terra com recurso a uma força militar notável e criaturas geneticamente modificadas.

screenshot

Rise of the Triad foi um dos FPS mais fast paced e doidos já feitos

Ora para quem jogou Wolfenstein 3D, este não é um jogo assim tão diferente, pois os mapas não têm qualquer desnível no solo ou tecto e as paredes são todas ortogonais, não existindo assim quaisquer superfícies curvas ou oblíquas. O objectivo consiste em explorar todos os mapas, procurando chaves para aceder a zonas previamente trancadas até que encontramos a chave vermelha que nos permite voltar ao elevador e subir para o nível seguinte. Só não digo que devemos matar tudo o que se mexa pois também existem NPCs neutros, que nos penalizam se os matarmos inclusivamente. Esses são os cientistas espalhados por todos os níveis. Alguns são tão maus quanto Pyrus Goldfire e seus soldados e criaturas e também disparam contra nós, já outros podem ser interagidos livremente, fornecendo-nos importantes informações, munições, ou moedas para gastar em vending machines. Essas vending machines por sua vez podem ser usadas para se comprar comida que nos regeneram os pontos de saúde.

screenshot

A HUD de Aliens of Gold dá-nos muita informação

De resto possuímos um arsenal não muito extenso, com uma pistola com munição infinita, mas fraquinha, ideal para stealth kills de inimigos mais fracos, e outras pistolas, metrelhadoras ou armas futuristas bem mais poderosas. Todas as armas usam o mesmo tipo de munição e um pormenor que achei espectacular é o facto de os nossos inimigos poderem ficar sem munições mas vão à procura das que estão espalhadas no chão para usar. Outro aspecto interessante é podermos a qualquer momento meter-nos no elevador e revisitar níveis antigos do mesmo episódio, encontrando-os exactamente da mesma maneira que o deixamos. Podemos fazê-lo essencialmente para tentar descobrir mais tesouros e passagens secretas para os completarmos a 100%.

screenshot

Alguns cientistas trabalham contra a sua vontade para o Pyrus e oferecem-nos items ou informação se tentarmos falar com eles

Tecnicamente é um jogo com as limitações básicas do motor gráfico do Wolfenstein 3D, como já referi. Mas tem uma série de melhorias técnicas como chãos e tectos com texturas, melhor qualidade de texturas no geral, sistema de iluminação dinâmica, mas ainda algo rudimentar entre outros como o automap. As músicas são agradáveis e os efeitos sonoros também competentes para a altura. Sinceramente, na minha opinião o maior problema deste Blake Stone foi ter saído mais ou menos na mesma altura do Doom, que arrasou por completo toda a concorrência. E merecidamente.

Passando para o Planet Strike, esse já foi um jogo que apenas vim a jogar muitos anos depois. Isto porque ao contrário do Aliens of Gold, que tinha uma distribuição de shareware, onde tínhamos o primeiro capítulo inteiro para jogar de graça e os outros todos apenas no jogo completo, comprado à parte, este Planet Strike é dos poucos jogos do catálogo da Apogee que não seguiu o modelo de shareware, apenas o jogo por inteiro tinha de ser comprado, coisa que eu “fiz” há alguns anos atrás em sites de abandonware. Aqui temos então de lutar mais uma vez contra o Pyrus Goldfire, e em vez de apanhar elevadores de um lado para o outro, temos mesmo de encontrar uns explosivos e detonar o nível em que estamos antes de avançar para o seguinte. De resto temos aqui novos inimigos (muitos deles apenas pallete swaps), uma arma nova, nomeadamente uma shotgun de 2 canos e algumas funcionalidades adicionais no sistema de automap. Alguns itens podem-nos permitir fazer zoom ao mapa que mostra, para além dos inimigos, as paredes com passagens secretas.

screenshot

No Planet Strike temos um pequeno mapa embutido na HUD

Para quem for fã de FPS da velha guarda, este Apogee Throwback Pack é uma pequena colectânea obrigatória. Os Rise of the Triad são óptimos FPS, embora na minha opinão se possam tornar um pouco maçudos pelos enormes e labirínticos mapas e o Aliens of Gold é um excelente “clone” de Wolfenstein 3D cujo único problema foi ser lançado uma semana antes do Doom. O Planet Strike segue a mesma fórmula, não acrescenta nada de muito interessnte, mas não deixa de ser também um bom jogo.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em PC com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a The Apogee Throwback Pack (PC)

  1. Pingback: Nova rubrica Youtube: Blast from the Past – Primeiro episódio: Blake Stone: Aliens of Gold | GreenHillsZone

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s