Sonic the Hedgehog 2 (Sega Mega Drive)

Sonic 2Voltando à excelente consola de 16-bit da Sega, muito apreciada aqui no nosso Portugal, para um dos melhores jogos da plataforma, na minha opinião. Apesar de já ter analisado um Sonic 2 por aqui, a versão 8 bit não tem rigorosamente nada a ver com esta versão 16-bit, enquanto o primeiro jogo ainda tinha adaptado alguns níveis. E este Sonic 2 é exactamente tudo o que se poderia pedir de uma sequela de um jogo de sucesso, ao refinar a fórmula original e melhorá-la em todos os campos. Ora este jogo foi comprado recentemente a um particular por 5€ mais portes de envio, se não estou em erro. Está completo e em estado razoável, pecando pelo manual.

Sonic the Hedgehog 2 - Sega Mega Drive

Jogo completo com caixa e manual

Começando por uma curiosidade, este jogo não foi desenvolvido pela Sonic Team. É certo que Yuji Naka e outros nomes sonantes da Sonic Team estiveram activamente presentes no desenvolvimento deste jogo, mas foi o extinto estúdio norte-americano Sega Technical Institute (também responsável por coisinhas como Kid Chameleon, Comix Zone ou o infame Sonic X-Treme que nunca chegou a sair para a Sega Saturn). E que belo trabalho eles fizeram!

screenshot

Como é habitual, os primeiros níveis são sempre bastante coloridos

Este é também o primeiro jogo que vai buscar um “amiguinho” do Sonic, antes de terem descambado as coisas por completo com o Sonic Adventure. Neste caso estou a referir-me à raposa de duas caudas, Miles “Tails” Prower. A história continua simples: Dr. Ivo Robotnik, agora conhecido como Eggman como sempre o foi chamado no Japão, apesar de ter sido derrotado no jogo anterior continua com os seus planos maquiavélicos de dominação mundial. Para isso precisa de duas coisas: os indefesos animais para servirem de base aos seus robots, e o poder das sete esmeraldas caóticas para alimentar a sua estação espacial Death Egg – qualquer referência a Star Wars é mera coincidência. Assim sendo controlamos mais uma vez Sonic ao longo de diversos níveis nos mais variados ambientes, sempre com uma velocidade frenética mas nunca sacrificando a jogabilidade e o platforming, algo que a Sega parece ter esquecido como se faz nos últimos tempos.

screenshot

Com Tails a ter vidas infinitas, alguns bosses acabam por ser bastante fáceis se quisermos

É também o jogo que marca o nascimento da mais conhecida habilidade do ouriço azul, o spin-dash, que lhe permite enrolar-se sobre si mesmo e arrancar a velocidades estonteantes. É também o jogo que tem o nascimento do Super Sonic, indo buscar essa influência ao Dragon Ball Z. Quando Sonic possui as 7 esmeraldas – aliás, requisito necessário para se obter o melhor final do jogo mais uma vez – podemos escolher transformar Sonic numa espécie de super-guerreiro temporariamente, onde tal como Goku, torna o seu pêlo dourado e ganha uma “força” incrível, neste caso ganhando invencibilidade e grande agilidade. Esse efeito porém vai consumindo os anéis que adquirimos com o tempo, quando os mesmos chegam a zero, Sonic volta ao seu estado normal, e estando indefeso por não possuir nenhum anel. Falando nas esmeraldas, mais uma vez apenas podemos encontrá-las ao jogar os níveis bónus, que são desbloqueados sempre que passarmos num checkpoint com mais de 50 anéis. Desta vez esses níveis especiais têm um bonito efeito 3D, parece que estamos a correr numa enorme pista de bobsleigh, onde o objectivo é apanhar um determinado número de anéis e evitar as bombas que nos retiram alguns anéis.

screenshot

Provavelmente os níveis bónus mais memoráveis de toda a série. Apesar de simples eram graficamente impressionantes para a altura

Depois temos as mecânicas Sonic e Tails. Por defeito jogamos com Sonic, mas com Tails a acompanhar-nos, sendo controlado por uma fraquíssima inteligência artificial. No entanto, neste modo, podemos jogar com mais um jogador de forma cooperativa, bastando ligar um segundo comando na consola que podemos passar a controlar Tails. E dessa forma até se torna o jogo bem mais fácil, pois Tails para além de poder voar temporariamente e poder carregar o Sonic consigo, tem também vidas infinitas, o que pode ser explorado para facilmente derrotar uma série de bosses. No entanto, se optarmos podemos também jogar unicamente com Sonic ou Tails, bastando para isso aceder ao menu das opções do jogo e alterar a configuração que por lá aparece. Para quem tiver o Sonic & Knuckles, com a sua tecnologia “lock-on” que consiste apenas em ligar o cartucho do Sonic 2 no de S&K, pode inclusivamente jogar com Knuckles, tirando partido das suas habilidades para encontrar até algumas zonas secretas. Ainda assim, fica por faltar referir o modo multiplayer do jogo. Por acaso nunca joguei muito isto, mesmo com os amigos era bem mais divertido jogar o jogo principal de forma cooperativa. Mas no entanto consiste numa série de níveis jogados em split screen, um jogador com o Sonic, o outro com Tails, com o objectivo de chegar ao final do nível em primeiro lugar.

E segredos é coisa que não falta neste jogo, incluindo os níveis secretos “Hidden Palace”, que foram cortados do jogo principal por falta de tempo, mas no entanto, foram restaurados para as conversões recentemente lançadas para smartphones. Mas falando nos níveis, desta vez eles são bem mais variados, estando na sua maioria divididos em 2 actos apenas, com um boss no final do segundo acto. No entanto, nos últimos níveis essa fórmula já se mudou um pouco, com a Metropolis Zone se dividir em 3 actos e as restantes com um acto apenas. Contudo são actos bem cheios de emoções fortes, com Sonic a bordo do avião de Tails, a encaminhar-se para uma base aérea de Robotnik e posteriormente para a Death Egg em pleno espaço sideral, onde defronta Silver Sonic, o primeiro dos Sonics robóticos (que por acaso também aparece no jogo da Master System e Game Gear) e mais um embate épico com Robotnik e o seu “mechwarrior“.

screenshot

Um dos ecrãs finais do jogo, com o Super Sonic desbloqueado

No campo audiovisual, este é muito sinceramente um dos jogos mais bem conseguidos na consola da Sega. Para além de manter a mesma velocidade estonteante, os níveis apresentam mais uma vez visuais muito coloridos, e estão por sua vez muito bem montados. Quem não se lembra da primeira vez que jogou a Chemical Plant com os seus tubos e “rails” que nos mandavam a velocidades estonteantes ao longo de todo o nível? Ou de Casino Night e todas as suas luzes de Las Vegas? Ou os últimos níveis passados no ar e no espaço? Mas o melhor, é que não é apenas pelos visuais e excelente level design que Sonic 2 marca pontos neste campo, mas também pelas suas músicas. Aliás, só de escrever este artigo já me passaram quase todas as músicas da banda sonora deste jogo pela cabeça.

Posto isto, por todos estes pontos, é fácil de perceber o porquê de Sonic 2 ser um dos videojogos preferidos dos fãs de Sonic de longa data. Tal como referi num dos primeiros parágrafos, pegou em tudo o que era óptimo na fórmula original, melhorou e ainda acrescentou imensas novidades que no meu entender resultaram muito bem. Infelizmente, era 1992 e para mim o pico de criatividade da série foi atingido. Sonic 3 e Sonic & Knuckles continuam a ser óptimos jogos, as coisas a partir daí descambaram completamente. Mas quanto a esses 2 jogos, será coisa para um artigo futuro.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em Mega Drive, SEGA. ligação permanente.

8 respostas a Sonic the Hedgehog 2 (Sega Mega Drive)

  1. Pistolero diz:

    Partilho completamente da tua opinião este foi um dos jogos mais mágicos que joguei na Mega Drive e com amigos em casa era fabuloso, aliás ainda hoje em dia consegue manter-se fresco, na minha opinião, e dá muito gozo jogar.

    Gostei de ler esta analise foi muito directa e pessoal fico a aguardar a analise ao Sonic 3 e ao SK.

    Cumprimentos.

    • cyberquake diz:

      Obrigado pela visita e pelas palavras!
      As análises ao Sonic 3 e Knuckles vão demorar ainda, apesar de já ter o S&K na colecção, ainda não tenho o Sonic 3, e não queria falar de um sem falar no outro 😉

  2. Joao Marques diz:

    Também concordo com o facto deste jogo ser o expoente máximo de toda a série Sonic, apesar de gostar também imenso do S3&K, tenho de admitir que o Sonic 2 consegue superar, nem que seja pela dificuldade. É nessesário perder muitas dezenas de horas e ver imensos ecrãs de game over para conseguir passar este jogo, devido ao facto de ser enorme e não contar com saves. Na mega drive em si, o mais longe que consegui chegar foi ao 3º stage da metropolis zone, mas já tive a oportunidade de o jogar todo com recurso a emulador… Mas não é por isso que deixa de ser um excelente jogo. Também fico a aguardar a analise do sonic 3 🙂 , força nisso.

    • cyberquake diz:

      Obrigado pela visita e pelas palavras!
      Em relação ao Sonic 3 terás mesmo de esperar que eu arranje o jogo em primeiro lugar. Mas aceito doações, eheh 😛

      • Joao Marques diz:

        E daria de boamente… se ao menos o chegasse a ter em formato físico 😦
        Também notei que tens o Sonic 3D na colecção da Saturn, também seria bastante interessante uma análise dele 😉

      • cyberquake diz:

        Estava a brincar eheh
        Em relação ao Sonic 3D, também o considero um jogo da fase clássica, pelo que também gostaria de escrever sobre ele apenas depois do Sonic & Knuckles… ou seja, está tudo empatado enquanto o S3 não aparece 😛

  3. Pingback: Sonic Jam (Sega Saturn) | GreenHillsZone

  4. Pingback: Comix Zone (Sega Mega Drive) | GreenHillsZone

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s