Professor Layton and Pandora’s Box (Nintendo DS)

Professor Layton and Pandora's BoxE vamos para mais um artigo da série Professor Layton, desta vez será um pouco mais curto (assim como os restantes), pois as mecânicas de jogo permanecem idênticas, com algumas mudanças para melhor. Assim sendo o artigo do primeiro jogo da série (Curious Village) acaba por ser recomendável para uma leitura com maior detalhe. De qualquer das formas, este segundo jogo da série Professor Layton chegou-me à colecção da mesma maneira que o Curious Village, foi comprado por sensivelmente 10€ na Rádio Popular do Norteshopping.

Professor Layton and Pandora's Box - Nintendo DS

Jogo completo com caixa, manual e papelada

O jogo coloca a dupla Layton e Luke a caminho de visitar o mentor de Layton, o Dr. Schrader. O motivo da sua visita prende-se com a notícia que Schradher alegadamente veio a possuir a misteriosa Elysian Box, uma caixa mística cuja lenda diz que sempre alguém a abre, morre. E na verdade, quando Layton e Luke encontram o Dr. Schrader, o homem estava em completamente paralisado, mas sinais da Elysian Box nem vê-los. As únicas pistas estão no bilhete do comboio Molentary Express que Schrader possuia, para além das informações no seu diário, que indicam que a Elysian Box teria a sua origem na cidade de Folsense. A dupla (acompanhada depois por Flora, uma personagem que viemos a conhecer no primeiro jogo) parte assim para Folsense mas, ao contrário do primeiro jogo, aqui a exploração não se restringe a uma localidade apenas. Desde o próprio Molentary Express que até tem um capítulo unicamente dedicado ao mesmo, passando pelas localidades de Dropstone, Folsense e mesmo vários pontos de Londres. E mais uma vez a história está sempre repleta de mistério e com alguma fantasia pelo meio. Mas essa magia faz parte do universo Layton.

screenshot

A história é contada mais uma vez em capítulos, tendo o jogador muitas vezes de completar “n” puzzles para progredir

Assim sendo, mais uma vez o jogo divide-se no modo aventura, onde se comporta quase como um point and click se tratasse, de forma a explorar os cenários e falar com todas as personagens, no puzzle solving literal de diversos enigmas que vão surgindo, e também com vários mini-jogos. Nesta aventura dispomos de um mini-jogo em que temos de ajudar um hamster balofo a emagrecer, colocando diversos objectos que se vão obtendo ao longo da aventura em circuitos de forma a que ele consiga correr uma série de passos. Um outro é montar uma máquina fotográfica, peça a peça, de forma a usá-la posteriormente para tirar fotos de alguns cenários e descobrir as diferenças. Mais uma vez, com base em objectos que podemos adquirir ao longo do jogo, um outro mini-jogo consiste em obter ingredientes para chá e posteriormente misturá-los de forma a obter diferentes receitas. O objectivo está em oferecer o chá certo a vários personagens que vão tendo “sede” ao longo do jogo. Por fim, reconstruir um diário especial. Mais uma vez, completar estes mini-jogos dão direito a jogar-se mais uns quantos enigmas bem mais avançados de forma a obter-se 100% de conclusão do jogo e desbloquear mais uns quantos conteúdos bónus, como artwork, perfis das personagens, os filmes, música e vozes do jogo.

screenshot

Os puzzles são mais uma vez resolvidos unicamente com a interface touch da DS, com o ecrã superior a servir apenas para apresentar o problema e as suas dicas

Algo que eu me esqueci de referir em Curious Village é o facto de ambos os jogos possuirem também uma série de puzzles disponíveis para download através da rede online da Nintendo. Não cheguei a experimentar esta funcionalidade. Mas voltando aos enigmas que são a mais forte componente deste jogo, desde já é possível observar-se uma grande melhoria que se arrastou para todos os outros jogos da série. Desta vez os enigmas (pelo menos a grande maioria deles) fazem sentido de acordo com o seu contexto em que estão inseridos. Desde simples puzzles “mecânicos” para se abrir uma porta, aos vários puzzles lógicos inseridos no contexto das falas das personagens, ou mesmo dos eventos do jogo. De resto existe uma grande variedade nos tipos de puzzles, incluindo aqueles que eu não gosto por nada, bem como o sistema de hint coins que continua implementado.

screenshot

As cutscenes continuam com uma animação fantástica. O que me levra a pensar que tenho de ver o filme de Layton.

Graficamente é mais uma vez um jogo soberbo. A qualidade das cutscenes está ligeiramente superior, apesar de o jogo possuir um cartucho com a mesma capacidade de armazenação que o anterior. Mais uma vez as personagens possuem um carisma muito forte, e a qualidade do desenho é algo que eu já disse no outro artigo que me agrada bastante. Enquadra-se perfeitamente com o estilo de jogo e onde o mesmo se passa, tanto nos locais, como no tempo. Apesar de ser produzido por um estúdio japonês, o jogo é todo ele europeu, por assim dizendo. O voice acting está igualmente excelente, e estes eram dos poucos jogos em que eu fazia questão em jogar com som na Nintendo DS. O mesmo posso dizer da banda sonora que é muito bem adequada para o jogo em questão.

Em jeito de conclusão, Professor Layton and Pandora’s Box é uma sequela que melhora em todos os aspectos sobre o primeiro jogo. Oferecendo mais uma vez uma boa história com personagens muito bem conseguidas, bem como uma exploração mais variada com mais locais a explorar. Os enigmas estão bem mais contextualizados e continuam a ser bastante inteligentes, muitos deles oferecendo desafios lógicos que bem me agradam. Já aqueles puzzles que consistem em arrastar telas de um lado para o outro, não comento.

Anúncios

Sobre cyberquake

Nascido e criado na Maia, Porto, tenho um enorme gosto pela Sega e Nintendo old-school, tendo marcado fortemente o meu percurso pelos videojogos desde o início dos anos 90. Fã de música, desde Miles Davis, até Napalm Death, embora a vertente rock/metal seja bem mais acentuada.
Esta entrada foi publicada em DS, Nintendo com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a Professor Layton and Pandora’s Box (Nintendo DS)

  1. Pingback: Professor Layton and the Lost Future (Nintendo DS) | GreenHillsZone

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s